0

Brasil “foge” aos EUA com cabo submarino directo a Portugal

PUB

brasil

O governo brasileiro não gostou nada de descobrir as “liberdades” que as agências secretas dos EUA tomam quanto à espionagem e monitorização dos dados que percorrem a internet, mas enquanto uns se ficam pelas palavras, o Brasil mostra a sua posição nos actos – e naqueles que mais se fazem sentir economicamente: neste caso, excluindo completamente qualquer companhia norte-americana da instalação de um novo cabo submarino.

A infraestrutura que liga a internet a todo o mundo vai-se diversificando cada vez mais, mas em muitos casos continua a estar bastante dependente das passagens e ligações aos EUA – particularmente no caso do continente americano. Agora, este caso ameça tornar-se num verdadeiro exemplo de como as reacções às revelações de Edward Snowden dos abusos de espionagem cometidos pela NSA podem ter realmente efeitos práticos.

O Brasil não quer estar dependente dos EUA para estar ligado ao mundo, e está mesmo disposto a avançar com o projecto que irá ligar o Brasil directamente a Portugal com um cabo submarino de fibra óptica – e estando automaticamente excluída a participação de qualquer empresa norte-americana em todo o processo.

Por um lado fico triste por ver que os abusos de uns fazem com que uma tecnologia concebida para ligar o mundo tenha que ficar sujeita a tais contrariedade. Por outro lado temos que aceitar que é uma reacção perfeitamente natural e lógica a tais abusos. Agora só fica por esclarecer se o mesmo tipo de coisa que a NSA faz não estará a ser feito por muitas outras agências, de muitos outros países – incluindo aqueles que tão “ofendidos” ficaram com as revelações de Snowden. Será que só quando as coisas saltam para a praça pública é que são motivo para preocupações?

Fonte: Aberto até de Madrugada

Ironia d'Estado

O Ironia de Estado é um repositório com informações diárias sobre as misérias que acontecem em Portugal. Destacamos noticias que afectam o quotidiano dos Portugueses a nível social e económico para evidenciar más decisões dos governantes.

Diga o que pensa disto

Tem algo a dizer sobre isto? Então comente